reunião de negócios

O Programa de Integridade Sustentável (PIS) tem como missão fortalecer cada vez mais a postura ética e de absoluta integridade que orienta nossas atitudes e valores.

O PIS é um dos pilares do Modelo de Empresariamento Solví (MES).  Todos os Programas do Grupo Solví estão alicerçados pelo PIS e respeitam suas premissas e diretrizes.

O sucesso do PIS depende fortemente do compromisso e da promoção realizada pela Diretoria e pelo Conselho de Administração.

O Conselho de Administração atua em parceria com os Comitês de Investimentos, de Pessoas e Segurança, de Conduta e de Riscos e Auditoria do Grupo Solví, para auxilio especialmente no monitoramento do PIS.

O sucesso do PIS também é atingido através da dedicação exclusiva da Diretoria Jurídica e de Compliance, apoiada pela Comissão de Integridade e Agentes de Integridade em cada negócio do Grupo Solví, que visam o fortalecimento da integridade e a mitigação de riscos identificados.

INTEGRIDADE

 
ODS 16.jpg

Estrutura do PIS

Comprometimento da Alta Administração

 

O PIS está estruturado em um conjunto de elementos que visam a prevenção, detecção e resposta a quaisquer descumprimentos do nosso Código de Conduta, das nossas Políticas, Procedimentos e da legislação vigente.

Logo_PIS.png

Avaliação de Riscos

Código de Conduta, Políticas e Procedimentos

Comunicação e Treinamento

Monitoramento e Auditoria

Atividades de Due Diligence

Canal de Denúncia

Suborno e Corrupção

 

Nossa Política Anticorrupção (editada em 2015), assim como o Código de Conduta e Políticas de Compliance (revisada em Junho/2020) reafirmam internamente perante os agentes públicos e demais stakeholders o compromisso de todo o Grupo com a postura ética e íntegra, nosso código e políticas são aprovadas por um comitê gestor e podem ser acessadas no site institucional da empresa (www.solvi.com).

 

O Comitê de Conduta acompanha e monitora a implementação do progresso do código de conduta, propondo ações voltadas para o fortalecimento e desenvolvimento da consciência e da conduta ética. Questões que chegam via Canal de Integridade ou que tenham sido identificadas por meios internos, que envolvam valores éticos e de conduta das empresas do Grupo, violações cometidas por colaboradores, fornecedores e prestadores de serviços, são tratadas com base na Política de Gestão de Consequências do Grupo Solví.

 

Questões de amplo impacto são submetidas pelo Comitê de Conduta à deliberação do Conselho. Qualquer relato que revele indícios de práticas de corrupção e suborno em todas as suas formas é tratado com senso de urgência que o caso exige e com o posicionamento efetivo da alta direção no seu tratamento. Dentro do trabalho desenvolvido, destacamos que não tivemos casos confirmados de corrupção no período, tampouco qualquer processo relacionados ao tema contra a organização e seus empregados.

Contribuições Políticas

 

O tema “ Relacionamento com o Poder Público” é tratado na Política de Conflito de Interesses do Grupo, documento interno, e no item 8.4 e 8.5 do nosso código de conduta, estabelecendo cuidados especiais e mecanismos para mitigar os riscos dessa questão, reforça o dever de agir de forma impessoal, honesta e profissional. Caso o colaborador passe a ter uma situação de Conflito de Interesse, anteriormente inexistente, deverá imediatamente comunicá-la, utilizando-se do Formulário de Declaração de Conflito de Interesses, para que a empresa possa acompanhar e eliminar possíveis riscos.

 

A Solví respeita o direito de seus colaboradores exercerem atividades políticas, porém reforça que doações eleitorais e afiliações partidárias não devem colocar em risco a Companhia. Deve-se observar que qualquer realização de doação política em nome da Solví é terminantemente proibida, assim como a prática de qualquer atividade política ou eleitoral em seu nome e/ou em suas dependências e instalações.

 

Os dirigentes, administradores e colaboradores devem orientar-se pela Política de Doação e Patrocínio, a fim de evitar que doação eleitoral ou afiliação partidária sejam interpretadas como forma de obtenção de benefícios indevidos em nome da empresa. Os dirigentes, administradores e colaboradores devem seguir a Política de Conflito de Interesses, evitando conflitos entre os interesses do negócio e os seus interesses pessoais.

 

Proteção ao denunciante

O Grupo Solví garante a confidencialidade das denúncias, e nenhuma ação adversa é tomada contra um denunciante de boa fé, proibindo qualquer medida de retaliação contra o denunciante e os responsáveis pela investigação das denúncias. As diretrizes estão previstas no Código de Conduta - Capítulo 14 e reforçadas no website do Canal de Denúncias.

Você sabe qual o papel do Encarregado de Dados – DPO Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD)?

 

O DPO (Data Protection Officer), também conhecido como Encarregado de Dados Pessoais, é o principal responsável por manter a conformidade das organizações com a LGPD, sendo considerado o guardião do Programa de Governança em Privacidade. No Grupo Solví temos um profissional do time de Compliance que faz esse papel e o canal de contato.

Contato: dpo@solvi.com

Ativo 1.png